domingo, 31 de julho de 2011

Redemoinho



As vezes sei relembrar
as peripécias que pessoas cometeram
fico junto da rede no meu lar
selecionando meios fatos de inteiros

Não sei qual razão da indecência moral
Mexo meus dedos, sem entender
olho a pele, toco nosso amor no pedestal
e me reviro, quase caindo sem poder crer

Se a traição é doce e causa formigação
no ser traído causa apenas amargura
destrói laços bem como o amor e sua ação

fica a favor de dores sem nenhuma cura
Lança flechas e espinhos no próprio coração
se envolvendo em redemoinho de pedras duras.


Dan

38 comentários:

  1. Amigo Querido...

    Sua acidez para a poesia me encanta... enche meu peito de saudade e minhas veias dilatam! Tenho um sentir "doce" por ti! Vc bem sabe disso!

    Com amor... deixo meu beijo vermelho e demorado em vc...

    Sua e sempre

    Sil

    ResponderExcluir
  2. Eu nem sei comentar a respeito de tão nobre poeta.BJOS.

    ResponderExcluir
  3. Apreciei muito o texto, mas ( me desculpe) adorei a foto!

    Uma boa semana, carissimo

    ResponderExcluir
  4. Amigo, quanto tempo hein... Amei. Achei muito lindo o seu texto e sua imagem.

    -> Até a próxima, um grande abraço.

    *DB*

    ResponderExcluir
  5. Oi Daniel,muito bonito seu poema. Me senti "EU" as palavras me lendo...A Infidelidade pode até ter um doce sabor pra quem comete... mas pra quem recebe é só dor e destruição como flechas e espinhos no próprio coração.A imagem casou muito bem como poema.Gostei muito do seu comentário.Já estou te seguindo. Desejo uma ótima semana,e um beijo grande no coração.Smareis

    ResponderExcluir
  6. Querido amigo, que saudades daqui. E venho pedir desculpas pela ausência, andei um bom tempo afastada do blog, buscando inspiração para novos textos. Bom, acho que agora eu voltei de vez, pra ficar mesmo! Ficar sem escrever é horrível, eu senti tanta falta... Mas, valeu a pena, eu amadureci um bocado! (risos).

    Que você tenha uma semana iluminada, até mais.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Profunda e linda esta poesia Dan.
    Estava com saudades amigo.
    Sempre muito bom vir no teu cantinho.
    *
    Beijinho

    ResponderExcluir
  8. Oi Dan,

    A traição é um fato muito delicado e qdo acontece é pq o amor já tomou outro rumo em busca de novos ares.

    Estava com saudades de vc!

    beijos com carinho!

    ResponderExcluir
  9. Rapaz acho muito bom quem tem o dom de escrever poesias assim, queria te parabenizar por isso

    ResponderExcluir
  10. Bom dia Dan.
    Vim deixar um beijinho.

    Fernanda

    ResponderExcluir
  11. Belíssimo texto! O remoinho que destrona os altares que fizemos para cultuar o que amamos é o mesmo que limpa todo nosso mundo para recriarmos arte. Daniel, obrigado pelo carinho, sinto-me honrado! Abç.

    ResponderExcluir
  12. Dan, meu querido
    Se a traição é doce e causa formigação
    no ser traído causa apenas amargura
    destrói laços bem como o amor e sua ação.

    Lindo demais. A dor de um amor traído.
    Suas palavras sempre tão carinhosas..
    Um beijo na alma

    ResponderExcluir
  13. Nesta vida conheci muitos amigos,mas esse blog realmente é um Sonho De Deus. Pois tem me dado amigos especiais. Amigo não é uma definição escrita ou falada,mas é o carinho o mimo de cada um sem dar,pedir nada. Obrigado pelos mimos,agradeço pelo carinho com o Sonhos De Deus. Gostaria muito de ti ver no feita poesia que é um pouco de mim se gostar me segue e comenta vou ficar muito feliz e vai me dar muito animo esta dificil não conseguir interagir com quem aprendi a amar a cada dia o feita poesia vai me colocar perto de vc ...Uma linda semana iluminada fica com papai do céu ! http://soueufeitapoesia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi Daniel , gostei tanto que voltei. Vc tem um dom precioso. O dom das palavras poéticas. Vc escreve muito, parabéns. Atualizei , passa la quando puder. Um beijo grande, e continuação de ótima semana. Smareis

    ResponderExcluir
  15. Gostei muito, se houve traição não há amor :)

    ResponderExcluir
  16. Você sim sabe tocar um coração suvemente, docemente. Amo suas palavras, amo sua amizade e ela me faz muito bem.
    Bjo do Jay

    ResponderExcluir
  17. Coisa que dói, mesmo transvestido de palavras lindas como a sua....bjs moço!

    ResponderExcluir
  18. Se houve traição não podemos que não há amor.
    Traição não tem nada a ver com amor, e sim com caráter.


    Linda desenvoltura. Adoro aqui.

    Um beijo querido,
    Ótimo fim de semana.


    Blog Michele Santti
    http://michelesantti.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Estimado e Genial Amigo:
    Escreveu um lindo poema com o seu coração extraordinário.
    Um versejar puro e mágico dirigido a alguém ou uma pessoa do sexo feminino (como é normal ser) de que tanto gosta na procura e busca de forma fabulosa do seu amor.
    Parabéns. Uma escrita sensível e plena de sentimentos.
    Bem-Haja, pela amizade.
    Desculpe o comentário tardio, mas tive de sair de casa por motivos de saúde inadiáveis.
    Com respeito pelo Ser Humano notável que é de imensa significação amiga preciosa e mágica.
    Sempre a admirar e a ler atentamente o que faz com pureza.

    pena

    É um Ser Humano enorme e gigantesco no sentir.
    Bem-Haja, pela atitude amável e pelas palavras tão nobres e amigas expressas no meu blogue.
    MUITO OBRIGADO, sim, Amigo?
    Peço desculpa novamente.

    ResponderExcluir
  20. Olá meu querido poeta! Que poema lindo, profundo e verdadeiro! Você descreveu fatos difíceis de entender... Adoro vir em seu cantinho! Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  21. e aí, daniel, beleza?

    muito bom o poema!

    traições sempre causam redemoinhos. às vezes, tsunamis...


    abraços

    ResponderExcluir
  22. Se a traição é doce e causa formigação
    no ser traído causa apenas amargura
    destrói laços bem como o amor e sua ação...

    A mais dolorosa verdade.

    ResponderExcluir
  23. Olá Daniel!

    Que brilhante elaboração. Um trabalho bem escrito para abordar questões delicadas. Uma das grandes questões, muitas vezes, é encontrarmos significados que se apliquem minimamente bem as nossas indagações. Não nos desvencilhamos dela, parece que sempre produzimos novos questionamentos e aprendemos com eles.

    Uma ótima e querida semana à ti.
    abraços

    ResponderExcluir
  24. Magnífico poema.
    Gostei imenso das tuas oalavras.
    Caro amigo, tem um bom resto de Domingo e boa semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  25. Olá Dan!

    Lindo poema, um expressão de sentimentos sem igual. Os fatos desagradáveis mexem com os nossos sentimentos mais sublimes, causando uma reviravolta em nosso coração. O "redemoinho" foi uma metáfora muito bem usada para poder explicar este desconforto sentimental.

    As suas palavras tocam o meu coração e a minha alma, consigo me encontrar sempre nelas. Todo o meu passado faz parte do meu presente e eu tento desmitificar os meus "redemoinhos" a cada dia.

    Beijo,
    Évelyn

    ResponderExcluir
  26. Oi meu querido, como está?

    Que lindo poema, você escreve muito bem, e com a simplicidade de cada palavra, soube expressar os mais complexos dos sentimentos.

    Parabéns!

    Beijokas

    Pah, Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
  27. Dan sua poesia é muito doce e profunda, sabe analisar cada fato por suas duas versões e ritimá-los de maneira comparativa que nos faz refletir... todos nós já participamos deste redemoinho...

    gde abço Dih

    ResponderExcluir
  28. Dan,
    Redemoinhos em nossa vida sempre estão presentes, são uma espécie de antíteses que nos fortalecem. Há momentos que estamos felizes e acontece algo de muito ruim que somos obrigados a tomar um tipo de decisão que dói, contudo, logo depois percebemos a força que temos em sempre continuar com todos os nossos objetivos.
    Gosto muito da sua amizade e de tudo que você escreve.
    Espero que o mesmo sentimento seja recíproco.
    Um grande abraço, de seu amigo e leitor,
    Pedro.

    ResponderExcluir
  29. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Blog do São. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs

    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.

    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    Abraços

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  30. Precioso e Notável Amigo:
    Narra com autenticidade algo de errado que presenciou.
    Escreve com pureza e beleza imensas.
    Adorei e penso que o Post é oportuno.
    A dor. O sofrimento. A luta sensata são aspectos indesejáveis a ter em conta.
    Possui o dom de um fabuloso sentido literário de perfeição.
    Bem-Haja, pela honra da sua pura e magistral amizade.
    Abraço de respeito e estima elevadas pelo que concebe de extraordinário e perfeito.
    Sempre a admirá-lo, mas SEMPRE!

    pena

    Excelente!
    Bem-Haja,genial amigo.
    Para pensar, o que escreveu.

    ResponderExcluir
  31. Dan...

    Vc faz falta...

    Saudades imensas...

    Sil

    ResponderExcluir
  32. Olá!

    Boa noite, amigo!

    Obrigado pelos seus amáveis votos

    em relação ao meu novo livro.

    Bem haja!

    ResponderExcluir
  33. Um belo soneto de amor ...e sofrimento. Gostei de conhecer este espaço.
    BShell

    ResponderExcluir
  34. Por onde anda, lindo poeta? Sinto tua falta! Beijos!

    ResponderExcluir
  35. Li teus textos, gostei. Há muita poeticidade em tuas palavras.

    ResponderExcluir
  36. Incrível! Ja pensou em transformar em música?

    ResponderExcluir
  37. Daniel, seus poemas são feras demais, sem mais. Já elogiei esse seu talento, mas é sempre bom reforçar. Abrçs meu jovem

    ResponderExcluir
  38. Indescritivel!^^
    Ja tens mais um Leitor!

    ResponderExcluir